Cloud

O que é o Intelligent Tiering da AWS S3?

Sobre o autor: Guilherme Teles é um cara qualquer que não dorme direito e acaba escrevendo. Sou Certificado CISSP, CHFI, CEH, LPIC-3, AWS CDA, AWS SAA, AWS SOAQuer assinar a newsletter do site e receber esse e outros artigos? Clique aqui! Aproveite e navegue pelo smeu blog. Quem sabe você não está exatamente precisando de uma ajuda ? 

Em linhas gerais é a classificação automática de seus objetos, assim você não precisa se preocupar.

O Amazon Simple Storage Service, mais conhecido como AWS S3, é uma das soluções mais antigas e amplamente utilizadas do Amazon Web Services. O S3 foi projetado para armazenar terabytes de dados do cliente com alta disponibilidade e escala. Antes do AWS S3 Intelligent Tiering, os usuários do Amazon Cloud tinham acesso a quatro opções de classe de armazenamento:

  • Padrão – Projetado para dados acessados ​​com freqüência.
  • Standard-IA – Projetado para dados de longa duração e pouco acessados.
  • One Zone-IA – Projetado para dados não críticos de longa duração e pouco acessados. Inclusive que estão em apenas uma zona.
  • Glacier – Projetado para dados críticos arquivados, acessados ​​com pouca frequência e de longa duração.

A questão aqui é que os padrões de acesso podem ser diferentes para os diferentes objetos. Embora os clientes pudessem criar políticas de ciclo de vida para mover os objetos pelas classes de armazenamento, era desafiador predefinir as classes de armazenamento mais adequadas devido à natureza imprevisível da adoção e uso de aplicativos. Mesmo em cenários em que a frequência de acesso é conhecida, os clientes podem esquecer de fazer os ajustes de classe apropriados para otimizar seu orçamento.

A Amazon observou esse problema e respondeu com a Classe de Armazenamento Inteligente em Camadas S3 – uma solução inteligente para gerenciar automaticamente o ciclo de vida de seus objetos do S3 e ajudar os usuários a reduzir o custo geral da nuvem da AWS. Essa inovação permite que os clientes se concentrem em seus aplicativos, enquanto a Amazon aborda automaticamente padrões de acesso dinâmicos que geralmente resultam em desperdício de orçamento, se não forem monitorados adequadamente.

A nova classificação inteligente incorpora dois níveis de acesso: acesso frequente e acesso pouco frequente. Isso move objetos que não foram acessados ​​por 30 dias consecutivos para a camada de acesso infrequente automaticamente. Se os dados forem reativados após 30 dias, o objeto será movido de volta para o nível de acesso freqüente pelo sistema. Não há taxas de recuperação associadas, nem há taxas para mover objetos entre camadas na classe de armazenamento S3 Intelligent Tiering.

O armazenamento de objetos no nível de acesso freqüente é cobrado na mesma taxa do S3 Standard; o armazenamento de objetos no nível de acesso pouco frequente é cobrado na mesma taxa do S3 Standard-Infrequent Access. Como em outras classes de armazenamento, você será cobrado por armazenamento, chamadas de API e transferências de dados. Uma limitação notável é que os objetos menores que 128kb não podem ser transferidos para o nível de acesso pouco frequente, portanto, eles serão cobrados no preço normal.

O AWS S3 Intelligent Tiering é para a minha empresa?

Depende! Essa nova classe S3 Intelligent Tiering Storage será uma ótima opção para os clientes quando houver ambigüidade em torno da frequência de acesso de um objeto S3.

Esta funcionalidade pode ser ativada durante o upload de novos objetos para o S3. Os clientes também têm a opção de mover objetos legados para camadas inteligentes por meio de políticas de ciclo de vida. No entanto, se os clientes tiverem certeza de que seus objetos são acessados ​​com pouca freqüência, ainda é recomendável usar a classe de armazenamento Standard-IA para melhores oportunidades de economia de custos na nuvem.

Existem ferramentas que fazem sugestões inteligentes para identificar e otimizar recursos subutilizados ou não utilizados em seus ambientes AWS e Azure Cloud. Caso contrário, ao permitir que a AWS decida os níveis apropriados para cada objeto e faça a transição conforme necessário, os clientes podem não apenas melhorar a economia na nuvem, mas também realocar seu tempo, que é sem dúvida seu recurso mais valioso.

Caso tenha alguma duvida, fale comigo.

Sobre o autor: Guilherme Teles é um cara qualquer que não dorme direito e acaba escrevendo. Sou Certificado CISSP, CHFI, CEH, LPIC-3, AWS CDA, AWS SAA, AWS SOAQuer assinar a newsletter do site e receber esse e outros artigos? Clique aqui! Aproveite e navegue pelo smeu blog. Quem sabe você não está exatamente precisando de uma ajuda ?