fbpx

Melhores regras de práticas de nuvem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A migração para a nuvem já não é um assunto de debate há muito tempo. As empresas que buscam o sucesso e criam estratégias de longo prazo perderão com os métodos de armazenamento local.

O hardware impede que as empresas implementem inovações e se mantenham competitivas. Além disso, tal método não é econômico e requer muitos membros da equipe. Em suma, é o oposto de conveniente.

Em contraste, o armazenamento em nuvem tem muitos benefícios:

  • TCOs reduzidos
  • Um aumento fácil no armazenamento
  • Alto nível de segurança
  • Acesso a recursos que requerem autenticação
  • Custo-efetividade

Podem ocorrer algumas dificuldades durante o processo.

Defina seus objetivos com clareza
Não adianta fazer algo sem manter um objetivo na cabeça. Também está relacionado à migração para a nuvem. Antes de resolver os problemas técnicos, pense em como você deseja se beneficiar com a mudança do ambiente de manutenção. Seria ótimo se os objetivos fossem mensuráveis.

Por exemplo, considere estas qualidades:

  • Utilização do CPU
  • Capacidade de memória
  • O tempo de carregamento da página
  • Taxa de conversão
  • Disponibilidade

Alcance seu pedido de aplicativo para migração
A infraestrutura de negócios consiste em vários aplicativos que você deve priorizar antes da migração. Ordene-os considerando tais características:

ROI
O retorno sobre o investimento (ROI) é o primeiro recurso a ser considerado. Se a manutenção do aplicativo ficar mais barata na nuvem e o serviço na nuvem aumentar seu desempenho, coloque-o no topo da sua lista. Além disso, se houver atualizações de hardware planejadas, considere uma migração mais cedo ou mais tarde.

O risco
Outros aplicativos que devem ser movidos primeiro são os de baixo risco para eliminar aplicativos vitais de desastres. Para estimar o risco, responda às seguintes perguntas:

  • O aplicativo é crucial para o negócio?
  • Existe alguma integração com outros aplicativos?
  • Qual é a quantidade de usuários neste aplicativo?
  • Quais são os SLAs do aplicativo?
  • Quais regulamentos específicos o aplicativo deve atender?
  • Como o aplicativo reage a violações e qual é o seu tempo de inatividade?

Dificuldade de migração
A dificuldade de migração depende de quais transformações devem ser realizadas e quantas. O aplicativo que não requer nenhuma alteração deve ser migrado primeiro. Se o provedor de nuvem exigir algumas reconfigurações, calcule quanto dinheiro e tempo você precisará gastar com elas. Além disso, busque serviços em nuvem onde não seja obrigatório fazer reconfigurações de workload. Quanto mais fácil for a migração, mais econômica e econômica ela será.

Personalização de aplicativos
O aplicativo que possui recursos personalizados pode exigir o maior esforço. A empresa deve migrá-lo em último lugar. Para avaliar as dificuldades de mover o aplicativo, responda o seguinte:

  • Existem especialistas que podem ajudar na migração deste produto?
  • O aplicativo está integrado a outros produtos da infraestrutura?
  • Quais são as demandas de armazenamento de hardware do aplicativo?
  • A empresa consegue reconstruir o aplicativo para uma migração bem-sucedida?

Desenvolva o plano de migração detalhado
Depois de definir os aplicativos e definir seus objetivos, é hora de desenvolver um plano. É crucial decidir em que sequência seus aplicativos serão transferidos.

Mais para ler: Amazon Web Services ou Heroku – Qual é o melhor para sua empresa?

Além disso, você precisa provar que o destino da nuvem é confiável e adequado para a arquitetura. Verifique se:

  • A elasticidade da nuvem atende às suas regras.
  • O provedor de nuvem tem um clima favorável para seus SLAs
  • Sua infraestrutura é totalmente compatível com os regulamentos de serviço em nuvem
  • A disponibilidade de dispositivos redundantes

Explore os serviços do provedor de nuvem
Quando seus aplicativos estiverem preparados para a migração, é útil obter uma ajuda durante o processo. Algumas dificuldades podem ocorrer, como a necessidade de redesenhar a tecnologia desatualizada ou lidar com relações complicadas entre os aplicativos. Para economizar tempo e facilitar o processo, peça os assistentes de um provedor de nuvem, consulte o terceiro ou use os especialistas contratados.

Inicie o processo de migração
O sucesso da migração depende do planejamento escrupuloso que você fez antes. Outra prática de migração útil é executar um teste que mostre a qualidade da funcionalidade e sua suavidade.

Algumas das dicas são:

Os mecanismos de tempo de vida (TTL) devem ser limitados em domínios que serão transferidos para o novo ambiente.

Aplicativos essenciais para a continuidade devem ser protegidos contra longos períodos de inatividade. Replique esses dados e envie os aplicativos menos importantes para o “modo de manutenção”.